A maior mentira da História

Este post trata do Natal. Você pode pensar que este post está 2 dias atrasado, mas na verdade está 5 dias atrasado. Vou explicar mais adiante. Agora é fim de mais um ano. O ano 2011 da era cristã. Pois é neste ponto específico que quero chegar: era cristã. Tenho certeza que todos sabem o porque do Natal, o que ele representa e porque é comemorado no dia 25 de dezembro. Porém é à cerca do que vocês podem não saber que se trata o assunto do post. Apesar da tag “polêmica”, os fatos são bem claros e apesar de a crença e as supertições falarem forte na mente humana, a realidade deve (ou deveria) falar mais alto. Só que muitos não conhecem a realidade e isto nos faz reféns da verdade de outros, o que costuma ser mais cômodo, para quem não pretende refletir e pensar sobre os fatos da vida. Mas refletir e pensar sobre a vida e o que nos cerca é justamente o objetivo deste blog e a pretensão de quem vos escreve. Mas vamos ao cerne da questão.

Recomendo muito que vocês assistam este documentário abaixo.

É longo, mas nem um pouco massante. Resumindo o que interessa para o post, ele apresenta verdades que não são ditas nas escolas e pelos nossos pais, muito menos pela mídia ou governos. A verdade apresentada ali, não auxilia as religiões (e seu controle político) e nem os meios de comunicação de massa (que tem interesses econômicos, devido ao seu “rabo preso” com os patrocinadores). O documentário traz mais verdades e alguma hipóteses sobre fatos conhecidos, mas não totalmente esclarecidos, mas apesar da diversidade de assuntos de que ele trata, para este post interessa o tema Natal. Mais especificamente o “nascimento” de Jesus. Desde os primórdios da humanidade o homem cultua forças da natureza como divindades. Por motivos óbvios, se para o homem pré-histórico o sol trazia a possibilidade de andar e procurar alimento e a noite trazia frio e os perigosos dos animais selvagens, é natural que o sol fosse tratado como uma divindade da vida, da criação, que traz a luz e a esperança. A lua por sua vez poderia ser um deus misterioso, ambíguo. As chuvas teriam uma papel importante nesse contexto, assim como os ventos, os eclipses, e assim por diante. Para saber mais sobre isso recomendo a leitura de um muito bem escrito livro, Uma Breve História do Mundo. Quando o homem estruturou sua fala e posteriormente um sistema de escrita, tornou-se óbvio que as antigas crenças seriam registradas. Mas muito da tradição oral permaneceu. Não vou entrar nestes pormenores, pois esse post já está longo. O que eu quero dizer é que o sol representa Deus desde antes da história existir e o mito, sim, o mito de Jesus, foi inspirado em outros mitos (de deuses egípicios, entre outros) que tinham como base principalmente a adoração ao sol, talvez a primeira “religião” do mundo, mesmo que ela não fosse organizada e nem pregasse dogmas. Outro filme interessante, apesar de ser ficção, é Stigmata, que levanta a ideia de que o Cristianismo esconde um segredo, um evangelho apócrifo, o único escrito por Jesus que revela que a fé cristã não devia ser pregada em igrejas e sim ao ar livre. Posso estar enganado, pois vi o filme à anos. Porém a ideia vem ao encontro de se cultuar as forças da natureza e para isso você não pode estar encerrado dentro de uma construção. As pedras de Stonehenge seriam isso, um lugar de culto ao deus sol.

Se vocês assitirem ao documentário Zeitgeist, saberão que o momento que o sol está mais alto no céu e que ele fica mais tempo (gerando o dia mais longo do ano) é no dia do solstício de verão, que de 2002 até 2017 vai cair no dia 21 ou 22 de dezembro. O mito do nascimento de Jesus ser em 25 de dezembro decorre do solstício de verão e não de uma data exata do nascimento dessa pessoa. Dia 25 é o dia que escolheram para o nascimento do Jesus mitológico. E ela está mais incorreta também pelo fato de que o calendário que usamos hoje, o Gregoriano, só foi implantado em 1582. Portanto assim como a imagem do Papai Noel barbudo e vestindo vermelho é uma invenção de Thomas Nast (e não das propagandas da Coca-Cola como erroneamente se acredita) o mito de Jesus que nasceu em 25 de dezembro foi inventando pelos cristãos. Nessa época pode se comemorar o nascimento de diversas outras divindades como Hórus, um deus egípcio. Portanto minha mensagem de fim de ano, ou Natal é: não viva sob uma mentira, não seja mais um no rebanho guiado por outros, tenha opnião, tenha livre arbitrio, exerça-o. Não viva sob a égide de uma mentira e de uma data com interesses comerciais. Talvez o capitalismo sobreponha a ideia religiosa por trás do Natal. Talvez no futuro seja conhecido apenas pela época em que se compra e se ganha presentes. E mesmo que fosse pelo nascimento de Jesus, isso não ocorreu nesta data e o mito inspirou-se em mitos e crenças mais antigas que a escrita. Cultue o sol então, a natureza, a vida ao ar livre e não dentro de shoppings consumindo, consumindo e sendo consumido. Se você conseguiu chegar até aqui, saiba que se o nascimento de Jesus em 25 de dezembro é uma mentira, consequentemente a Páscoa e o carnaval também são. Mas eu encerro por aqui. Bom 2012.

Um comentário em “A maior mentira da História

  1. muito bem escrito e bem pesquisado…e vale a tentativa de espalhar tua teoria, mas…maninho, tu sabe que isso nao vai mudar nada! mas admiro tua capacidade e interesse em evoluir. tambem não acredito nessa coisa de jesus ter nascido dia 25 de dezembro fruto de uma gestação casta, numa manjedora…muito menos no velho gordinho de barba branca! mas vivemos em sociedade e é preciso integrar da melhor forma possivel…entao…FELIZ NATAL E FELIZ ANO NOVO!!! rsrsrsrs…e, que possamos usar toda essa energia humana gerada no momento da virada do calendario para nos infiltrar nessa força e desejar coisas melhores pra nos e pra quem amamos. Pois a energia gerada, nao se pode negar, essa é real!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s