Foi,foi,foi…de 10 a zero!

Ao contrário do que você, caro leitor, possa pensar ao ler o título: não, esse não é um post sobre futebol. Afinal a Copa do Mundo mais chata de todos os tempos se foi e não vai deixar saudades. O objetivo do título é uma tentativa de soar engraçadinho, pois o assunto hoje é humor. Coisa rara nesse blog(sarcasmo também é humor), o tema é visto de uma forma meio estranha por mim. Não sou fã de filmes, programas de tv, stand up ou coisa parecida. Ou seja, eu não gosto de humor e sou um chato? Calma! Eu explico. Não é possível que eu ou qualquer pessoa em sã consciência aprecie o Zorra Total e suas piadas infames, seu humor repetitivo e sem criatividade e sua fórmula batida e preconceituosa onde mulher bonita é objeto de decoração. Está certo, gostosas e piadinhas manjadas funcionam, dão audiência, vide a longevidade desse programa. Mas, isso não significa qualidade. E quando me refiro à qualidade não quero dizer bem feito. Pois isso os filmes hollywoodianos são e as comédias deles são bem previsíveis. O que eu quero dizer é que gosto e me diverto com o humorismo, mas não com o que comumente vemos por aí. Eu curto o humor da rua, da piada do cotidiano, das situações engraçadas que se vê no trabalho, na tv, no bar, enfim…o mundo é uma piada pronta (pelo menos o Brasil é). Por isso em termos de humorismo prefiro o grupo Hermes e Renato.

Por muito tempo eles me fizeram dar boas gargalhadas com suas esquetes absurdamente toscas e geniais. Eram mostradas cenas do cotidiano e não tinha como não nos identificarmos com algum fato que já vivenciamos. Mas apesar de tosco, o lance agradou e a MTV investiu nos caras, deu mais estrutura e a coisa foi crescendo. Os atores se revelaram grandes artistas e um em particular me chamou a atenção. Gil Brother ou Awey, um cara muito espontaneo e não parece que esta atuando, parece ele mesmo. Seus personagens são impagavéis e qualquer um ri das sua frases épicas.

Houve uma fase de muito sucesso onde o grupo criou e protagonizou parodias de novelas como Sinhá Boça e O Proxeneta, onde situações absurdas, misturas com cliches de novelas globais faziam até o mais mau humorado dar umas risadas.  Então veio o Tela Class, onde filmes antigos e quase desconhecidos eram dublados em roteiros malucos e com as tiradas clássicas que o grupo já tinha criado. Não posso deixar de citar que essa idéia mesmo sendo genial, não é original, pois Woody Allen fez isso em What’s Up, Tiger Lily? (1966). Nesse filme japonês, a dublagem foi feita com tom de humor e participação do próprio Allen. Já vi e recomendo.

Mas aonde entra a piadinha do título? Bom , é que depois de anos na MTV e fazendo seu humor com liberdade total, para criticar religião, política, sociedade, etc… agora eles foram para a Rede Record, canal famoso por ser de propriedade de um tal Bispo aí. Pois bem tentei assitir um pouco de suas atuações em um programa chamado Legendários(capitaneado pelo insuportavelmente chato Marcos Mion) e confesso que não fiquei nem dez minutos no canal.

Todas as qualidades dos humoristas agora são podadas pela direção do programa e não tem o Awey…mais nada a declarar.

Moral da história, eles ganhavam nota dez, mas acabaram indo de dez a zero.

 

Mas vamos relembrar os bons tempos e assistir um pouquinho da aula de código penal com o Professor Gilmar, um conceituado advogado da OB!!!!!